quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Dicas sobre Agulhas de Máquina de Costura

Olá...

Eu estava procurando algumas informações sobre agulhas de máquinas e achei este post no blog Chica Bacana. Não sei porquê ela não posta mais, então decidi colocar na íntegra o post dela. O mérito é todo dela pelo post muito explicativo, por sinal. 

Neste site também tem muitas dicas sobre as Agulhas das Máquinas de Costura: http://www.fazfacil.com.br/artesanato/agulhas-maquina-de-costura/

"E agora? Que agulha usar?

Se animou toda, escolheu tecidos e molde, cortou, aplicou a entretela. Ufa, finalmente é hora de ir à máquina unir as partes e dar vida ao seu projeto.
Costureira iniciante, bate logo uma dúvida: que agulha usar na máquina? Qualquer uma serve?
Muita calma nessa hora… o uso das ferramentas adequadas pode garantir um bom acabamento à sua peça, e você, caprichosa que só, quer uma peça perfeita, certo?
Muitas vezes nos deparamos com dificuldade em costurar alguma peça, achamos que a máquina está desregulada, não conseguimos costurar  uma camada mais espessa de tecidos. Acredite, pode ser apenas a agulha inadequada.
Quer saber que agulha usar? Vem comigo…

 As agulhas de máquinas são numeradas de acordo com a sua espessura. No Brasil é mais comum se utilizar anumeração americana: 8, 9, 10, 11, 12, 14, 16, 18. se você olhar na parte superior da agulha, vai encontrar dois números: por exemplo: 90/14. O primeiro número, como aprendi com uma leitora do Blog, Gorete, diz respeito ao sistema métrico utilizado para máquinas industriais (e para algumas máquinas domésticas). Mede-se a espessura da agulha e multiplica-se por 100. Por exemplo: se a agulha tem 0,9 mm, multiplicado por 100, encontramos o número 90. O segundo número corresponde ao sistema métrico da Singer (eles são equivalentes)  as agulhas vêm com os dois números. A equivalência é: 70 = 10; 75 = 11; 80 = 12; 85 = 13, 90 = 14 etc. (OBRIGADA GORETE!)
Para escolher a agulha correta, analise o tecido do seu projeto quanto à espessura e à resistência que ele oferecerá à agulha da máquina.
  • Para tecidos mais delicados, prefira agulhas mais finas. Normalmente 10 ou 11 se adequam bem à maioria dos tecidos delicados.
  • Para tecidos de algodão, por exemplo, eu costumo usar a 12. Porém, quando vou costurar mais de uma camada de tecido, às vezes com um “sanduiche” de manta acrílica, uso a 14 ou a 16.
  • Jeans ou Brim já exigem agulhas mais grossas como a 16 ou a 18.
http://www.fazfacil.com.br/artesanato/agulhas-maquina-de-costura/

Além das agulhas comuns, há ainda alguns tipos especiais:
  • Para costurar malha é preciso utilizar uma agulha específica, com ponta de ouro, para não danificar o tecido;
  • Para costurar couro, há também agulhas específicas, bem afiadas, algumas inclusive revestidas de titânio. as agulhas comuns quebram-se com facilidade, devido à resistência oferecida pelo couro.
  • Há agulhas para costura dupla. Trata-se, na verdade, de duas agulhas com uma haste comum que se encaixa na máquina (no manual da sua máquina certamente há uma instrução sobre como utilizar).
Como não tem coisa mais chata que faltar agulha de máquina no meio de um projeto (sim, por mais cuidadosa que você seja, eventualmente elas quebram, ou perdem o fio), o ideal é ter pelo menos umas 3 agulhas das numerações que você mais usa, e, caso não costure tecidos mais grossos, tenha pelo menus umas duas agulhas de número 16, pois, se algum projeto exigir a costura de várias camadas de tecido, você já terá a agulha adequada.
Pode parecer meio chato ter que trocar agulha, enfiar a máquina novamente, mas, os detalhes fazem toda a diferença e, mesmo parando para trocar essa pequena pecinha, seu trabalho fuirá melhor e com mais qualidade."


Beijos

Nenhum comentário:

Postar um comentário